<body link="#000000" vlink="#000000"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7160135719120938135\x26blogName\x3dVer%C3%A3o+Brasil\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://veraobrasilfusca.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://veraobrasilfusca.blogspot.com/\x26vt\x3d-1354773221234806974', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div></div>


Bem vindos!

Sejam bem-vindos ao site  Fusca.k6.com.br   

Fusca não anda desfila!
Fusca não estaciona fica em exposição!
Fusca não bate pega prova que anda muito!
Fusca não é carro do ano é do século!
Fusca não é bonito tem charme e estilo próprio!

Bertioga - Litoral São Paulo

Bertioga é assim

 

A cidade é conhecida como a porta de entrada do litoral norte.

São 33 Km de praias e
482 Km² de mata Atlântica, que resultam numa das maiores áreas de preservação do Estado de São Paulo. apenas 108 Km da capital SP e a 43 km de Mogi das Cruzes.

Nesta rica biodiversidade, um dos melhores programas são as trilhas que terminam em paraísos ecológicos, como o passeio de 3 km até a Prainha Branca ou a descida de acquaride pelas corredeiras do Rio Itapanhaú.

Além disso, os moradores de Bertioga têm muitos outros motivos pra se orgulhar, pois a cidade teve grande importância no desenvolvimento histórico do país.

Prova disso é o Forte São João. Fundado em 1547, às margens do Canal Bertioga, é a fortaleza mais antiga e também a mais bem conservada do Brasil.
Na área do entorno do Forte, fica o Parque dos Tupiniquins, onde está localizada a única estátua do cacique tupinambá Cunhambebe do país, que esteve ali em 22 de setembro de 1563, acompanhado do Padre José de Anchieta para selar a paz entre colonos e índios.

Quem curte história, não pode perder também o passeio à Vila de Itatinga, onde funciona a Usina Hidrelétrica de Itatinga, que desde 1910 até hoje, abastece todo o Porto de Santos. Por meio de uma Maria Fumaça do início do século passado, o visitante é conduzido por uma bela mata, até avistar as casinhas que conservam o original estilo britânico de suas construções.

Outro passeio imperdível é a Aldeia Indígena do Rio Silveira. Localizada numa área de mais de 948 hectares, entre as cabeceiras do Rio Silveira e do Ribeirão Vermelho, a aldeia fica na divisa entre Bertioga e São Sebastião, e abriga cerca de 300 índios tupi-guaranis.

Assim é Bertioga, uma cidade praiana, onde passado e presente se misturam, resultando num lugar agradável e de parada obrigatória para os turistas de passagem.
Praias - Bertioga

Bertioga tem 33 Km de praias próprias para práticas de vários esportes e também ao agrado dos turistas pela excelente condição de balneabilidade.

Praia da Enseada
Com 12 km de extensão, é a mais movimentada. Começa no Centro da cidade, no encontro com o Canal de Bertioga, e segue até o bairro do Indaiá. Possui larga faixa de areia clara e dura, mar aberto bom para banhos e pesca de arremesso. Ideal para o surfe nos trechos em frente ao Hotel Marazul 27 e na Colônia do Sesc-Bertioga.

Já no trecho do Indaiá, o mar tem águas claras, com poucas ondas, próprias para crianças e prática de esportes náuticos, além de mergulhos.

Praia de São Lourenço
São 4,5 km de mar limpo, desde o empreendimento Riviera de São Lourenço até o Jardim São Lourenço. No píer são realizados campeonatos de surfe.

Praia de Itaguaré
Com acesso pelo Jardim São Lourenço, é um dos locais mais procurados por surfistas. São 3,5 km com faixa de areia dura e larga e mar aberto, sendo que em uma de suas extremidades deságua o rio que leva o mesmo nome. É ótima para banhos, pesca de arremesso e considerada a única praia virgem da região. Com acesso também pela Rio-Santos, sentido Bertioga-São Sebastião, há entrada para a Barra do Itaguaré. No local, são alugados caiaques e canoas para passeios no rio.

Praia de Guaratuba
São 8 km de tranqüilidade, com água limpa, mar aberto e área de condomínios com casas de veraneio. Na ponta norte, fica a barra do Rio Guaratuba, ideal para reunir a família e amantes da pesca amadora. As areias claras se misturam à barra do rio e ao mar que garantem muita diversão e banhos aprazíveis.

Praia de Boracéia
São 4,7 km de faixa larga de areia e mar aberto até a divisa com São Sebastião. No local, há total infra-estrutura com quiosques e campings, onde é possível fazer refeições e se hospedar com simplicidade. Nessa praia acontece, anualmente, o tradicional Torneio de Pesca promovido pelo Clube Aramaçan, de Santo André
Canal de Bertioga - Bertioga

O Canal de Bertioga é conhecido por sua beleza e tranqüilidade.

São 30 quilômetros de extensão que têm início junto à praia da Enseada, em Bertioga, e terminam em Santos, ao lado da Base Aérea.

O local é um excelente ponto de pesca e dele pode-se avistar importantes pontos turísticos da cidade, como o Forte São João, os píeres, as marinas, os manguezais, a foz do rio Itapanhaú e a balsa que faz a travessia entre Bertioga e Guarujá.

Paralela ao Canal, encontra-se a avenida Vicente de Carvalho, onde é possível encontrar várias opções de lazer e serviços, como o Mercado Municipal de Pescados.

Além disso, parte da beleza do cenário local é garantida pelas garagens náuticas que oferecem aluguel de barcos para pescarias ou passeios pelas redondezas.

O comércio local é bastante diversificado com restaurantes, sorveterias, cafeterias, lojas de artigos esportivos e barracas de artesanato dispostas numa das áreas mais movimentadas da cidade.

 
Forte de São João - Bertioga

Forte de São João
Uma viagem no tempo, mais especificamente ao início da colonização do Brasil, é o que proporciona a visita ao primeiro monumento erguido em paliçada no País, em 1532, para defender as vilas de Santos, São Vicente e São Paulo de ataques de inimigos e indígenas. Localizado no canal de Bertioga, cartão-postal da cidade, o forte é administrado pela Prefeitura, que, desde 2001, na atual gestão, desenvolve projeto de resgate histórico como o Conheça a Nossa História, destinado exclusivamente às escolas.

Considerado pelo Iphan o forte mais bem-conservado, é também o primeiro monumento de arquitetura militar construído no Brasil. No local, encontram-se artefatos, réplicas de espadas, arcabuzes, canhões, armamentos utilizados pelos portugueses no século 16 e várias salas temáticas que contam passagens de José de Anchieta pela região, do artilheiro alemão Hans Staden e um espaço que recria como vivia uma família tupiniquim no século 16, com esculturas em tamanho natural.

Há também uma sala com artesanatos indígenas trazidos pelos próprios participantes da Festa Nacional do Índio, que acontece anualmente na cidade com representantes de várias etnias do Brasil. Na área do entorno, fica o Parque dos Tupiniquins, onde está localizada a única estátua do cacique tupinambá Cunhambebe do País.

Visitação: O Forte São João abre diariamente, das 9h às 17h. O ingresso simbólico sai por R$ 1,00, que é revertido para os projetos assistenciais do Fundo Social de Solidariedade. No local, também é vendido, a R$ 7,00 , o gibi Bertioga, Berço da História do Brasil, de autoria do prefeito Lairton Goulart. O dinheiro também é revertido para o Fundo Social. Informações: 3317- 4128.
Festa do Índio - Bertioga

A Festa Nacional do Índio teve sua primeira edição realizada em abril de 2001, com o intuito principal de resgatar a cultura e as tradições dos povos indígenas. Naquele ano, estiveram presentes ao evento seis etnias: Xavante, Xinguanos, Bororo, Bakairi, Terena e Guarani (que habitam a reserva do Rio Silveira, na divisa de Bertioga com São Sebastião). Desde então, a cidade passou a ser conhecida como a Capital Nacional do Índio e a festa não parou de crescer, ganhando até mesmo projeção internacional, com imagens e matérias veiculadas em países como Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Itália e Espanha, entre outros.

Além destas etnias, outras já marcaram presença naquele que é considerado o maior evento cultural indígena do Brasil. São eles: Tapirapé, Way Way, Karajá, Kaiapó, Xikrin, Paresi, Suruí, Xerente, Erikbatsa, Gavião Kyikatejê, Javaé e Matis, numa grande diversidade de manifestações culturais, tradições esportivas, pinturas corporais e artesanato.

Desde 2001, a festa atraiu cerca de 300 mil pessoas, vindas de vários locais do Brasil e até do exterior. Em 2004, por exemplo, turistas da Colômbia, Itália, Nigéria e Argentina, entre outros, estiveram em Bertioga para prestigiar o evento e conhecer um pouco mais dos primeiros habitantes do Brasil. Com certeza, levaram da cidade importantes lições sobre hierarquia, respeito ao próximo, convívio pacífico, solidariedade, trabalho comunitário e, principalmente, a adoração às crianças e àqueles que eles, os índios, chamam de ‘velhos’.

Pois, como disse o maior indigenista do mundo, Orlando Villas-Bôas – que, aliás, foi homenageado com o título de cidadão Bertioguense na primeira edição do evento, oportunidade na qual reencontrou antigos amigos do Parque Indígena do Xingu -, “o velho é o dono da história, o homem é o dono da aldeia e a criança é a dona do mundo”.
Além de Villas-Bôas, já receberam homenagens na Festa Nacional do Índio, por seus trabalhos junto às comunidades indígenas, o cantor e compositor Milton Nascimento e o jesuíta José de Anchieta - na ocasião, representado pelo padre César Augusto dos Santos, da Companhia de Jesus, responsável pela Associação Pró-Canonização de José de Anchieta, que recebeu um busto do jesuíta das mãos de Marcos Terena, único líder indígena da América Latina com presença na Organização das Nações Unidas (ONU).

A Festa Nacional do Índio – realizada anualmente em abril - já faz parte do calendário de eventos do município e é uma ótima oportunidade para os visitantes conhecerem um pouco mais sobre as etnias que vivem no Brasil. Além do contato com cada um dos presentes, é possível fazer perguntas às lideranças no talk-show realizado ao longo do evento, bem como degustar a culinária indígena e pintar o corpo como um verdadeiro guerreiro.

 Passeio de Escuna Passeio de Escuna
As lindas paisagens, o cheiro do verde e das águas emolduram os momentos de descanso e restauração daqueles que buscam na natureza uma forma de terapia.
Escunas, Traineiras e Lanchas podem ser alugadas para passeios e pescarias em alto mar. Os locais mais procurados são: Pontão do Indaiá, Cascalho, Ilha de Monte Pascoal e Montão de Trigo.

 





Busca




 


Menu do Fusca



Publicidade